As incríveis peripécias de nossas vidas medíocres!


A soma das partes.
10 de março de 2010, 12:17
Filed under: Desabafo!, Devaneios, Filosofia pura!, Uncategorized

Ninguém tem o direito de estragar o dia de ninguém.

Afinal, mesmo sabendo que o todo é maior que a soma das partes, mesmo sabendo que a vida é mais que a soma de vários dias, estragar o dia de alguém, é também estragar uma parte da vida dessa pessoa. E, esse direito, definitivamente, ninguém tem!

Anúncios


Inverdades?
18 de fevereiro de 2010, 07:54
Filed under: Amor da vida, Desabafo!, Devaneios, Poesia? | Tags: ,

Ele não sabia amar.

Como ela sabia, e o amava muito,

tratou de ensinar.

Porém, seu amor o sufocava.

Ficou claro então, que quem não sabia amar era ela.

Mas, desde o começo, ele não sabia amar,

e ela sabia.



Adolescentes
2 de fevereiro de 2010, 00:03
Filed under: Comédia da Vida Privada, Criancices das boas!, filho | Tags:

– No acampamento que eu fui, eu conheci um menino que sofreu um acidante horrivel de carro: ele voou pela janela, se machucou todo e desmaiou.

– E ele morreu?

– Não né! Se foi ele que me contou no acampamento, como é  que ele ia estar morto?! Dã!



Questão de lógica

A mulher pergunta para o marido:

– Quando é que você vai jogar este monte de quinquilharia fora?

– Que quinquilharia?

– Este monte de pecinhas, parafusos e repimbocas que você vive guardando e nunca usa!

– Nunca uso porque eu guardo!

– Como assim?

– Você já reparou que é só você jogar uma coisa inútil fora, que você acaba precisando dela?

– Como assim?!!!!

– Nada quebra porque eu guardo estas pecinhas. Se eu jogar elas fora, você vai ver: um monte de coisa vai quebrar! Por isso que eu guardo: pra evitar que as coisas quebrem, não para um dia conserta-las!



Metalinguagem
27 de janeiro de 2010, 22:07
Filed under: Devaneios, Filosofia pura! | Tags: ,

Estava entediada.

Começou a pensar a respeito da vida e de como ela seria se houvesse um narrador onisciente contando a nossa história o tempo todo.

Resolveu sentar-se em frete ao computador e escrever a respeito.

Enquanto pensava escrevia. Escereveu sobre tudo o que pensara.

Estava entediada…



Memória(s)
24 de janeiro de 2010, 11:53
Filed under: Devaneios, Filosofia pura!, Poesia? | Tags: , , , ,

Acordou sem memória.

Depois,

 pensou com a memória que

 se fosse um passarinho

 seria o Sem Fim.

Procurou seu som fora,

 mas só o encontrou dentro.

Então se fez lembrar que água é bom pra memória:

-Acho que preciso tomar mais água!

Depois, se lembrou que o Pequeno Príncipe já havia lhe dito isso há muitos anos atrás:

“Água é bom pra memória”

Buscou e achou o papelzinho fora.

E quem dizia, não era o Pequeno Príncipe, e sim seu “pai” Antoine de Sant-Exupéry:

“A água pode ser boa para o coração”

Ficou sem saber o que fazer.

Seria um problema de coração ou de memória?

Memórias do coração: decor, by heart…

São tantas memórias!

São todas memórias…



Antônimos
23 de janeiro de 2010, 16:20
Filed under: Gracinhas | Tags: , ,

– Qual é o contrário de titia?

– Tinoiti.