As incríveis peripécias de nossas vidas medíocres!


Inverdades?
18 de fevereiro de 2010, 07:54
Filed under: Amor da vida, Desabafo!, Devaneios, Poesia? | Tags: ,

Ele não sabia amar.

Como ela sabia, e o amava muito,

tratou de ensinar.

Porém, seu amor o sufocava.

Ficou claro então, que quem não sabia amar era ela.

Mas, desde o começo, ele não sabia amar,

e ela sabia.

Anúncios


CARRO
1 de agosto de 2009, 19:39
Filed under: Amor da vida, Belo Horizonte, Desabafo!, marido, Uncategorized | Tags: , , , ,

Saiu andando desembestada pela rua aos prantos.

Ninguém lhe ajudou, ninguém perguntou se ela estava bem, mas todo mundo olhou aquela mulher chorando sem parar, copiosamente.

Ela preferiu assim. Não queria ter que conversar com ninguém, queria ficar lá, chorando em plena Nossa Senhora do Carmo as 6h da tarde, vendo os carros passarem.

Nem ela sabia porque chorava tanto. Sabia exatamente porque estava chorando, mas não sabia ao certo porque chorava tanto.

Tentou se acalmar, mas naõ conseguiu. Parecia que ia passar a vida chorando. O trânsito ia passar, a noite ia chegar, as lojas iam fechar e ela ia ficar ali, chorando, pra sempre.

Ele, lindo como sempre, tentou acalmá-la, mas tamanha douçura só fez com que ela chorasse mais ainda…

Será que ela merecia tanto? Tanto assim?! Um tanto de coisas boas, um tanto de coisas difíceis. Será que ela merecia?

“Cada um tem o que merece”!

Ela enxugou, por várias vezes as lágrimas que teimavam em cair e, assim como o trânsito, elas foram parando.

– Agora eu vou crescer! – prometeu para ela mesma e, o mais importante: para ele!

Afinal, ela chorava tanto pois sabia que um ciclo havia se fechado e agora, querendo ou não, ela cresceria.



Pré ocupação
30 de abril de 2009, 16:16
Filed under: Amor da vida, Filosofia pura!, Interessantíissimo, marido | Tags: ,

Se me pré ocupo em me preocupar, é para você não ter com o que se preocupar.



Máquina do Tempo

Meu marido tem pernas lindas, lindas mesmo. Eu vivo elogiando:

-Nossa X., suas pernas são MUITO lindas!

E ele, fingindo nem ligar, sempre responde:

-Eu ralei muito pra ter as pernas assim: escalei, andei de bicicleta por BH inteira, treinei Ninjutsu…

Hoje, eu estava pegando nas pernas dele e disse:

-X., quando você se tornar o Rei das Gambiarras diplomado, e fizer engenharia, você faz uma máquina do tempo pra eu andar bastante de bicicleta e poder ficar com as pernas iguais às suas?

-Claro meu amor! Por você até máquina do tempo eu posso criar!



Meu pai

Meu pai é dialética pura!

Amor e ódio.

Forte e fraco.

Próximo e distante.

Presente e ausente.

Existente e inexistente.

Meu pai é dialética pura?!

Não! Meu pai é bipolar!



Segredos de liquidificador
23 de janeiro de 2009, 19:29
Filed under: Amor da vida, Comédia da Vida Privada, Filosofia pura! | Tags: , , , , ,

O casal na cozinha, fazendo café da manhã.

Enquanto ela faz o café, ele bate um suco no liquidificador.

– Nós somos como o liquidificador – ela diz, sonada.

– Como assim?! – ele pergunta, indignado.

– Ah! Eu sou o motor e você é o copo. – ela provoca.

Ele, perspicaz, responde:

– Ah! Entendi! Você sozinha faz o maior barulhão, agita, agita e não sai do lugar… não serve pra nada. Enquanto isso, eu, além de te completar, sirvo para um monte de outras coisas.



Amor sem fronteiras

Dia desses fui no casamento da madrinha do meu filho. Ela casou com um italiano e eles vão continuar vivendo em Roma até Deus sabe quando.

A cerimônia foi linda e emocionante, principalmente quando a mãe dela disse que a filha atravessou o oceano para encontrar o amor da vida.  A  festa foi divertidíssima, regada a champanhe.

Não precisa dizer que eu tomei todas, né?

Pois é, mas o detalhe é que meu filho estava junto, e nunca havia me visto bêbada…Que vergonha!

Bom, mas o pior não foi isso, na volta pra casa eu falei para o meu marido:

– Meu amor, a Larissa atravessou o oceano para encontrar o Lucca e eu atravessei o estado para te encontrar.

O Yuri rindo sem parar, prontamente respondeu:

-É… e eu no banco de trás!