As incríveis peripécias de nossas vidas medíocres!


Ladeira abaixo

Acabei de mudar de casa. Agora moro numa mega ladeira.

Esses dias,  minha mãe foi me visitar e, quando saiu do carro desceu a ladeira correndo. Meu filho, adolescente implicante, lança:

-Não precisa correr, né vó?!

-Eu não tô correndo, eu tô caindo!!!!

Anúncios


O melhor presente
22 de agosto de 2009, 00:19
Filed under: Família, Lembranças, marido, Poesia? | Tags: , , , , ,

Minha mãe sempre me disse que o ipê amarelo só passou florecer depois que eu nasci. É o jeito dele de me dizer “Oi! Seja bem vinda!”. Pedi para meu marido tirar uma foto de um, para eu postar por aqui no dia do meu aniversário. Pra variar, ele esqueceu. Então achei essa foto aqui e eu mesma me dei de presente. Olha só que lndo!

Ele pode ter feito pouco caso, mas a natureza nunca se esquece do meu melhor presente!

Ele pode ter feito pouco caso, mas a natureza nunca se esquece do meu melhor presente!



Você dorme de dia?
28 de maio de 2009, 15:54
Filed under: cultura, Família, Lembranças, Uncategorized | Tags: , , , , , , ,

Minha avó é uma fofa! Ela é, com certeza, uma das pessoas que eu mais amo no mundo. Disputa o primeiro lugar com meu filho, meu marido, minha mãe e minha Tia Beth. Gosto muito, muito mesmo, de todos eles!

Minha mãe, minha avó e minha tia Beth são MUUUUUITO importantes pra mim, porque foram elas que me educaram e me suportaram – em todos os sentidos da palavra – a vida inteira.

Há mais ou menos um ano atrás, minha avó, com mais de 90 anos, veio com a minha tia Beth me visitar aqui em BH. É muuuito longe. Cansa muito, mesmo de avião, ainda mais quando se tem mais de 90 anos de idade!

Enfim, ela ficou exausta e acabou tirando um cochilo a tarde.

Até ai tudo bem, pelo menos para qualquer pessoa normal. Mas, acontece que, na minha família, dormir de dia é quase que um sacrilégio. E, adivinha quem instituiu isso? D. Ruth, minha querida avozinha que, há algum tempo, anda bem esquecida das coisas mais recentes.

Logo que ela acordou, arrumou os pentinhos que seguram seu cabelo e me perguntou:

– Você dorme de dia?

Respondi que não – não sou nem louca de dizer que sim.

– Eu também, nunca dormi de dia.

Passaram-se 5 minutos e ela:

– Você não dorme de dia?

– Não.

– Eu também, nunca dormi de dia.

Acho que ela estava afim de dormir de novo, estava cansada, exausta, mas não podia “entregar os pontos”. Então quando ela perguntou de novo eu decidi mudar a resposta, pra ver se ela mudava a dela também.

– Você dorme de dia?

– As vezes, quando eu estou muito cansada, eu durmo de dia. E você? Dorme de dia?

– Eu não!

– Por quê?

– Ah! Eu não gosto, sinto que estou perdendo tempo. Só gente a toa dorme de dia. Eu não durmo de dia. Nunca dormi!

Isso virou uma brincadeira entre nós, aqui em casa, que ainda temos dificuldade para dormir de dia.

Fico contente por minha avó poder dormir de dia sem culpa, mas fico triste por ela nunca ter se permitido isso.

Fico triste por ela estar perdendo a memória, mas fico contente por ela poder se reinventar a cada minuto.

Vó: sigo seus passos e aprendo com a senhora todos os dias, mesmo a distância.

Por isso mesmo eu aprendi que, as vezes, é MUUUUITO bom dormir de dia. E você, que “perde” seu tempo precioso lendo este texto, dorme de dia?



“Criança: a alma do negócio”

Estamos criando crianças que NUNCA tomaram suco de fruta, que não sabem o que é uma minhoca ou um avestruz. Que não reconhecem NENHUMA fruta ou legume, mas que sabem TODAS as marcas de celular do mercado. Sabem o nome de todos os salgadinhos e coisas engordativas e não comem NADA saudável.

Estamos criando crianças que sentem “dor no coração” por não poder consumir, que têm mais de 30 pares de sapato antes dos 10 anos de idade!!!

Estamos criando crianças que preferem consumir, comprar, a brincar.

Estamos criando crianças assim, pois as crianças passam mais tempo com a TV que com sua família e vice-versa!

Você que é mãe/pai, tem a OBRIGAÇÃO de, pelo menos, assistir este vídeo.

São quase 50 minutos, mas você perde MUUUUITO mais tempo vendo novela ou indo ao shopping. Tenha a certeza de que este vídeo – apesar de “chato”, afinal, a realidade é dura e muitas vezes chata – é muito mais importante que ir às compras ou assistir TV.



Heresia?
14 de março de 2009, 15:45
Filed under: Filosofia pura! | Tags: , , , , , , , ,

Ontem fui no show do Lenine.

Minha mãe, uma fofa, ficou com o Yuri pra mim.

Quando eu ia saindo ela lança:

-O Lenine é muito bom, né, filha?

-Nossa, mãe! Eu amo!

-Pra mim ele é o Chico (Buarque) da sua geração.

Achei o máximo! Concordo plenamente!

 Cada um no seu tempo, do seu jeito, mas ambos ótimos músicos-poetas.

Capa do Cd do Lenine Labiata 2008



Polícia para quem precisa de polícia!
11 de fevereiro de 2009, 21:32
Filed under: Família, Lembranças | Tags: , , , , , ,

Certa vez, estávamos viajando de carro com minha tia: eu, minha mãe e minha avó.  De repente, um ônibus veio a toda e deu a MAIOR fechada na minha tia. Ela, indignada, ultrapassou o ônibus fazendo um gesto obsceno para o motorista.

O motorista, que ficou P. da vida, parou no posto policial e delatou minha tia alegando que aquilo era um ultraje, afinal, todos os passageiros haviam visto aquele gesto TÃO obsceno.

Quando minha tia passou pelo posto policial, foi parada:

-Boa tarde, os documentos, por favor.

Ela apresentou os documentos.

-Dona E. este motorista alega que a senhora fez um gesto obsceno para ele, procede?

Ela, muito esperta, respondeu:

-Eu?! Que gesto eu teria feito para este senhor? – esperando que o policial repetisse o gesto.

Porém, o Policial, mais esperto ainda respondeu:

-Segundo ele, a senhora uniu o indicador ao polegar.



Primeiro amor
4 de fevereiro de 2009, 14:13
Filed under: Criancices das boas!, Lembranças | Tags: , , , , , , ,

A filha de 2 anos entra em casa toda contente:

-Mãe! Mãe! Tô namorando!

A mãe, perplexa, indaga:

-Como assim, namorando?

-Ah! Mãe, a gente gosta das mesmas coisas…

A mãe começa a ficar cada vez mais preocupada.

-Como assim?! O que vocês fazem juntos?

A menininha, com os olhinhos brilhando, suspira e diz:

-Ah! Quando está chovedo, ele pega na minha mão e a gente sai correndo para fazer bolinhos de barro!